Obama condena “brutal assassinato” de refém britânico do Estado Islâmico

  • Por Agencia EFE
  • 13/09/2014 22h17

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou na noite de sábado (14) o “brutal assassinato” do voluntário britânico David Haines, que segundo um vídeo divulgado pela organização jihadista Estado Islâmico (EI) teria sido decapitado.

O presidente expressou o apoio dos Estados Unidos à Grã-Bretanha e assegurou que trabalharão juntos com uma “ampla coalizão” de nações para “degradar e destruir” o grupo jihadista que representa uma “ameaça para nossos cidadãos”.