Bolsonaro chama Calheiros de ‘picareta’ e ‘vagabundo’ após criticar CPI da Covid-19

Presidente falou mal de senador, que é relator da comissão, durante cerimônia de entrega de casas no Estado que elegeu o emedebista, Alagoas

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2021 13h38 - Atualizado em 13/05/2021 16h11
Allan Santos/PR/13.05.2021Presidente inaugurou casas em Alagoas

Durante discurso de entrega de unidades habitacionais na cidade de Maceió, na manhã desta quinta-feira, 13, o presidente Jair Bolsonaro teceu críticas ao senador Renan Calheiros, relator da CPI da Covid-19 e pai do governador do Estado de Alagoas, Renan Filho, o chamando de “picareta” e “vagabundo” — sem citar nomes diretos. “É difícil, sabíamos, não vai ser fácil, sabemos também, porque sempre tem alguém picareta, vagabundo, querendo atrapalhar o trabalho daqueles que produzem. Se Jesus teve um traidor, temos um vagabundo inquirindo pessoas de bem em nosso país. É um crime o que vem acontecendo nessa CPI, mas o que interessa são as boas ações”, afirmou. Sob o coro de “Renan, vagabundo”, o presidente completou: “O recado que eu tenho para esse indivíduo é: se quer fazer um show para me derrubar, não fará”.

As falas do presidente foram dadas um dia após o filho dele, senador Flávio Bolsonaro, também chamar Renan Calheiros de “vagabundo” após o relator da CPI da Covid-19 ameaçar a prisão do depoente Fabio Wajngarten após acusá-lo de mentir sobre falas dadas a uma revista. Na cerimônia desta quinta-feira, Bolsonaro disse, ainda, que era um “prazer redobrado” estar em cerimônia ao lado de Fernando Collor no Estado do Alagoas e elogiou o presidente da Câmara, Arthur Lira, também alagoano, pela sua atuação na Casa. “Realmente você tem sido excepcional naquilo que o executivo lhe pede. E digo mais: executivo e legislativo não são dois poderes, é um poder só. Porque um depende do outro, um nasceu para o outro, e graças a Deus o Brasil hoje tem Arthur Lira na presidência da Casa”, afirmou.