Bolsonaro diz que Paulo Guedes vai ‘arranjar’ verba para voto impresso em 2022: ‘A democracia não tem preço’

A deputada federal Bia Kicis (PSL-RJ), que é autora da PEC do voto impresso, estava presente na cerimônia realizada nesta terça-feira, 22

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2021 20h05
FILIPE BISPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO - 23/04/2021Presidente participou do evento de lançamento do Plano Safra 2021/2022

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que, caso a PEC do voto impresso seja aprovada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, irá arranjar verba para garantir isso já em 2022. A afirmação foi feita durante o evento de lançamento do Plano Safra 2021/2022, realizado no Palácio do Planalto nesta terça-feira, 22. “Se a Câmara e o Senado aprovarem essa PEC e for promulgada, nós teremos voto impresso em 2022. A democracia não tem preço, então tenho certeza que pela 1ª vez o Paulo Guedes vai cumprir norma minha. Paulo Guedes, se passar, você vai arranjar recursos para que o voto impresso seja realidade em 2022”, disse Bolsonaro durante seu discurso. A deputada federal Bia Kicis (PSL-RJ), que é autora da PEC do voto impresso, estava presente na cerimônia desta terça ao lado de outras figuras políticas como o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) e o próprio ministro Paulo Guedes.