CPI da Covid-19 quebra sigilo de conversas no celular de Luiz Dominguetti

Telefone do policial foi apreendido para perícia na última quinta-feira, durante seu depoimento à Comissão; Omar Aziz atendeu requerimento do senador Rogério Carvalho

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2021 20h40 - Atualizado em 06/07/2021 22h11
Edilson Rodrigues/Agência SenadoCPI quebrou sigilo de Luiz Paulo Dominguetti

O presidente da CPI da Covid-19, Omar Aziz (PSD-AM), retirou o sigilo das mensagens do celular do policial militar Luiz Paulo Dominguetti, representante da Davati Medical Supply, nesta terça-feira, 6. A decisão ocorreu em resposta a um requerimento do senador Rogério Carvalho (PT-SE), que pediu o levantamento de sigilo das conversas telefônicas entre Dominguetti e o CEO da Davati no Brasil, Cristiano Alberto Carvalho. O celular do policial já havia sido apreendido para perícia na última quinta-feira, 1º, durante seu depoimento à CPI. Na ocasião, senadores questionaram o áudio apresentado por Dominguetti, que afirma que o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) teria tentado negociar vacinas com a Davati. Nas redes sociais, Rogério Carvalho disse que, ao ter acesso ao conteúdo do celular, a Comissão viu indícios de que houve contato do presidente Jair Bolsonaro com intermediários na compra das vacinas. “O Brasil precisa saber a verdade!”, escreveu.