Eleições 2020: 64,5% dos eleitores da cidade de SP não sabem em quem votar

Entre os que já se decidiram, 7,2% escolhem reeleger Bruno Covas (PSDB); Boulos e Russomano empatam na segunda posição

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2020 10h15 - Atualizado em 01/10/2020 10h30
ROGÉRIO GALASSE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO grau de confiança da pesquisa é de 95% e tem uma margem de erro estimada em 3% nos resultados gerais

Um levantamento feito pela Paraná Pesquisa divulgado na manhã desta quinta-feira (1º) indica que mais de 64% dos eleitores ainda não sabe em quem vai votar para prefeito em novembro. Entre os que já se decidiram, 7,2% escolheram reeleger Bruno Covas (PSDB). Celso Russomano (Republicanos) e Guilherme Boulos dividem a segunda opção, dentro da margem de erro, com 3,8% e 3,6% respectivamente. Os outros nomes citados ficaram abaixo de 1,5%: Márcio França, Arthur do Val, Jilmar Tatto e Andrea Matarazzo. Cerca de 16,5% falaram que não vão votar em ninguém e 0,7% citaram outros nomes.

Avaliação dos governos

Entre os paulistanos, 41% desaprovam o governo do presidente Jair Bolsonaro — 8,5% consideram Ruim e 33,4% consideram péssima. Cerca de 26,2% dos eleitores consideram Regular e 29,9% avaliaram como Ótima (12,9%) ou Boa (17%). Já em relação a avaliação da administração de João Doria, 40,4% desaprovam a gestão — 11,3% opinaram como Ruim e 29,1% consideram Péssima. A maioria dos eleitores consideram Regular: 37,2%. Apenas 20,1 elogiaram — 16,9% Boa e 3,2% Ótima. A opinião sobre a gestão de Bruno Covas na cidade de São Paulo também é parecida: 29,1% desaprovam — 16,2% acham que é Péssima e 12,9% dizem que é Ruim. Cerca de 37,1% consideram regular. São 31,8% dos eleitores que avaliam como positiva: 26% Boa e 5,8% Ótima.

O grau de confiança da pesquisa é de 95% e tem uma margem de erro estimada em 3% nos resultados gerais. Para o levantamento, foram feitas pesquisas pelo telefone com mil eleitores de 16 anos ou mais divididos por sexo, faixa etária, grau de escolaridade, nível econômico e posição geográfica entre os dias 26 e 30 de setembro. De acordo com a Resolução TSE nº 23 600 2019 essa pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº SP 06440 2020.