Fux cancela reunião entre os três poderes e volta a fazer discurso duro contra Bolsonaro

Irritado com os questionamentos do presidente da República ao sistema de votação vigente no país e ‘ataques de inverdades a integrantes do Supremo’, chefe do STF decide desmarcar encontro

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2021 18h08 - Atualizado em 05/08/2021 18h52
Flickr/Palácio do PlanaltoLuiz Fux, presidente do STF, decidiu cancelar encontro com Jair Bolsonaro após questionamentos à urna eletrônica

O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), anunciou nesta quinta-feira, 5, o cancelamento da reunião entre os três poderes, que ainda não tinha data para ser realizada. Após encontro de Fux com Jair Bolsonaro no último dia 12 de julho, ficou combinado um compromisso que também contaria com a presença de Rodrigo Pacheco, presidente do Congresso. A ideia era acabar com as cisões entre Executivo, Legislativo e Judiciário. A primeira tentativa foi cancelada após a internação de Bolsonaro para uma cirurgia no intestino. Desta vez, o magistrado se irritou com os seguidos questionamentos do presidente da República ao sistema de votação vigente e decidiu que não haverá reunião.

“O presidente da República tem reiterado ofensas e ataques de inverdades a integrantes desta Corte, em especial os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Mores. Sendo certo que, quando se atinge um dos integrantes, se atinge a Corte por inteiro. Além disso, sua excelência mantém a divulgação de interpretações equivocadas de decisões do plenário bem como insiste em colocar sob suspeição a higidez do processo eleitoral brasileiro”, declarou Fux. “Diante dessas circunstâncias, o Supremo Tribunal Federal informa que está cancelada a reunião outrora anunciada entre os chefes de poder, entre eles o presidente da República.”