Luciano Hang grava vídeo algemado antes de prestar depoimento na CPI da Covid-19

Empresário afirmou que comprou o objeto caso seja preso durante a oitiva, marcada para esta quarta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2021 17h09 - Atualizado em 27/09/2021 17h44
Reprodução/InstagramLuciano Hang publicou vídeo algemado

O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, publicou um vídeo nesta segunda-feira, 27, em que aparece com um dos braços algemados. Ele afirmou que comprou o objeto caso seja preso em seu depoimento na CPI da Covid-19, marcado para esta quarta-feira, 28. “Pessoal, estou indo na CPI com o coração aberto. Gentileza gera gentileza, respeito gera respeito. Quero que eles façam as perguntas e eu tenha todo o tempo do mundo para responder”, disse Hang em um vídeo publicado no Instagram. “Se por acaso eles não aceitarem aquilo que eu vou falar, já comprei uma algema. Vou entregar uma chave para cada senador. E que me prendam”, completou.

O requerimento de convocação do empresário foi aprovado pela CPI na última quinta-feira. Ele deve ser questionado sobre uma possível relação entre o governo federal e empresas privadas que distribuíram medicamentos para o tratamento precoce contra a Covid-19, como cloroquina e ivermectina, que não tem eficácia comprovada. Um dossiê obtido pela comissão mostra que a certidão de óbito da mãe do empresário, Regina Hang, foi adulterado e omitiu a causa da morte. Ela estava internada em um hospital da rede Prevent Senior, que é alvo da CPI. De acordo com o prontuário, ela recebeu os medicamentos e morreu por complicações da Covid-19.