Luis Miranda alfineta Randolfe por post sobre rescisão da Covaxin: ‘Graças só à CPI?’

Deputado e seu irmão, Luis Ricardo, servidor da Saúde, denunciaram irregularidades na compra das vacinas e relataram ‘pressão anormal’ para agilizar importação das doses

  • Por Jovem Pan
  • 27/08/2021 12h18 - Atualizado em 27/08/2021 13h55
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOLuis Miranda depôs à CPI da Covid-19 no final do mês de junho

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) reagiu à publicação do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e vice-presidente da CPI da Covid-19, que afirmou em seu perfil no Twitter que a comissão foi responsável por impedir “um golpe de mais de 1 bilhão de reais”, em alusão à decisão do Ministério da Saúde de rescindir o contrato de R$ 1,6 bilhão com a Bharat Biotech, fabricante da vacina indiana Covaxin. A negociação foi intermediada pela Precisa Medicamentos. “Graças só à CPI? Já esqueceram dos irmãos Miranda?”, questionou o parlamentar. Ele e seu irmão, Luis Ricardo Miranda, chefe de Importação da Saúde, depuseram ao colegiado e denunciaram irregularidades no processo de aquisição dos imunizantes. Ao Ministério Público Federal (MPF), Ricardo disse ter sofrido “pressão anormal” da cúpula da pasta, então comandada pelo general Eduardo Pazuello, para agilizar a importação das doses.

Depois da publicação de Miranda, Randolfe respondeu ao deputado. Ele disse que o parlamentar e seu irmão fizeram a CPI “chegar até aqui”. “Tens razão, deputado! Reitero sempre na CPI mas faço questão de dizer de novo: tanto o senhor como seu irmão, que é servidor público e mostrou a importância da estabilidade desses servidores, nos fizeram chegar até aqui. Sigamos!”, diz a publicação. Houve a tréplica do congressista do DEM: “É o que eu sempre digo: Juntos Somos Mais Fortes, e quando trata-se de lutar por um Brasil melhor, precisamos estar unidos, independente de ideologias políticas! O certo é certo, doa a quem doar! Parabéns pelo trabalho!”.