Número de mesários voluntários cresce até 98% pelo Brasil; saiba como se inscrever

Inscrições para atuar ainda nesta eleição vão até o dia 16 de setembro; primeiro turno é em 15 de novembro

  • Por Camila Corsini
  • 11/09/2020 07h02 - Atualizado em 11/09/2020 12h12
Estadão ConteúdoEleitores ou mesários que estiverem com febre ou que tenham testado positivo para a Covid-19 até 14 dias antes deverão ficar em casa

A Justiça Eleitoral registrou um aumento expressivo no número de inscrições para mesários voluntários para as eleições municipais de 2020 em estados como Tocantins, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo em relação ao pleito de 2016. Os mesários são os cidadãos responsáveis por, no dia da eleição, compor as mesas receptoras de votos e de justificativas. Em todo o Brasil, o TRE contabilizou até 4 de setembro 1.502.979 mesários, sendo que 660.533 são voluntários. As inscrições para atuar ainda neste ano vão até o dia 16 de setembro e o primeiro turno das eleições acontece no dia 15 de novembro. O Estado do Tocantins contabilizou, até o momento, um aumento de 83,21% em relação a 2016. Na época, foram 8.388 mesários voluntários no Estado — em 2020 já são 15.368. Paraná e Rio de Janeiro também registraram aumento considerável: 98,27% e 97,26%, respectivamente. De acordo com o TRE-PR, o número foi de 26.247 para mais de 52 mil. Segundo o TRE-RJ, de 11.784 para 23.246.

Em São Paulo, o maior colégio eleitoral do Brasil, a procura para atuar como mesário voluntário seguiu a tendência de aumento: de 99.343 em 2016, foi para 115.100, uma alta de 15,86%. De todas as 445.903 pessoas que já trabalharam nas eleições no Estado, mais da metade (50,66%) eram voluntários. Uma dessas pessoas é a professora da Prefeitura da capital paulista Rosiclaudia Donato Oliveira Panzuto, que vai para a sua terceira eleição como voluntária. “O primeiro motivo é exercer a cidadania no nosso País e no nosso município. Sei a importância do voto e se fazer presente neste processo é muito interessante”, conta.

Desde o dia 14 de agosto, veicula nas rádios, televisões e redes sociais do Brasil uma campanha do TRE com o médico Drauzio Varella convocando voluntários. Nas propagandas, com o jargão popular entre os jovens adaptado para “Vontade de ajudar o país, né, minha filha?”, ele ressalta a importância do trabalho dos mesários e que a Justiça Eleitoral está tomando todas as providências sanitárias possíveis. Como pode ser observado nos números, o resultado foi positivo.

Além de contribuir com a democracia, o ato de ser mesário gera alguns benefícios: auxílio-alimentação, preferência no desempate em concursos públicos (desde que previsto em edital), dois dias de folga para cada dia trabalhado nas eleições e dois dias de folga para cada dia de treinamento oferecido pela Justiça Eleitoral. Este treinamento consiste em capacitar o cidadão para funções como ligar a urna eletrônica e emitir a zerésima (comprovante da ausência de votos na urna); identificar o nome do eleitor, colher a sua assinatura no caderno de votação e autorizá-lo a votar; e encerrar a votação e retirar a mídia de gravação de resultados da urna, entre outras. Este ano, ele aconteceu via aplicativo para evitar aglomerações.

Devido à pandemia da Covid-19, na última terça-feira (8), o Tribunal Superior Eleitoral divulgou os protocolos de segurança sanitária que serão adotados tanto para mesários quanto eleitores. Todo o material a ser utilizado pelos mesários, como as máscaras e o face shield (protetor facial), será oferecido pela Justiça Eleitoral a partir de doações recebidas por várias instituições. Haverá, também, um local específico para que eles façam suas refeições — de preferência em espaço aberto, com ventilação natural e distância de dois metros entre as pessoas.

Eleitores ou mesários que estiverem com febre ou que tenham testado positivo para a Covid-19 nos últimos 14 dias anteriores à data da eleição deverão ficar em casa e avisar a sua zona eleitoral para que seja providenciada substituição. A professora Rosiclaudia se sentiu segura em se voluntariar. “Na seção que trabalho, todos os mesários são voluntários e servidores públicos acostumados a seguir protocolos, regras e procedimentos. Acredito que as medidas que o TSE adotou serão suficientes. Nós mesários já estamos tendo curso online via aplicativo e todos os protocolos foram bem explicados.”

Como ser mesário voluntário?

Para se inscrever como mesário voluntário basta acessar este link, preencher o campo com o título de eleitor e seguir as instruções seguintes. Podem se candidatar pessoas acima de 18 anos e que estão em situação regular com a Justiça Eleitoral. As únicas exceções são candidatos e parentes de candidatos até segundo grau; membros de diretórios de partidos políticos, caso exerçam função executiva; autoridades e agentes policiais, bem como os funcionários no desempenho de cargos de confiança do Executivo; e os que pertencem ao serviço eleitoral —  além de ocupantes dos cargos de Agente de Segurança Penitenciária, Agente de Escolta e Vigilância Penitenciária e Guardas Civis Municipais.