Ministério da Saúde diz em rede social que não há remédio eficaz contra Covid-19, mas apaga post

Anteriormente, a pasta havia defendido o isolamento social e as medidas de proteção individual

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2020 16h19
Reprodução/FacebookMinistério da Saúde não explicou porque apagou a publicação

O Ministério da Saúde fez uma publicação em sua conta no Twitter nesta quarta-feira, 18, afirmando que não existem remédios, vacina, alimentos ou quaisquer outras substâncias eficazes na prevenção e no combate da Covid-19. Reforçando a informação, a pasta considerou o isolamento social e adoção de medidas de proteção individuais como “a maior ação” contra a doença. No entanto, aproximadamente uma hora depois de sua postagem, o tuíte foi apagado. A publicação do ministério era uma correção a uma mensagem de uma usuária da rede, que dizia que o medicamento azitromiciona deveria ser usado no tratamento contra a Covid-19.

“Olá! É importante lembrar que, até o momento, não existem vacina, alimento específico, substância ou remédio que previnam ou possam acabar com a Covid-19. A nossa maior ação contra o vírus é o isolamento social e a adesão das medidas de proteção individual”, dizia o tuíte do Ministério da Saúde. A pasta não explicou a razão pela qual retirou a publicação da rede social. Durante a pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem criticado duramente as medidas de isolamento social adotadas por governadores estaduais e municipais e defendido o uso de medicamentos que, segundo ele, curam a doença. No entanto, até o momento, não há comprovação científica da eficácia dos remédios.

Confira a publicação do Ministério da Saúde: