Ministério da Saúde vai republicar nota técnica sobre efetividade da vacina contra a Covid-19

De acordo com a pasta, nova publicação será feita para ‘evitar interpretações equivocadas’ sobre o assunto; primeira versão do documento colocava em xeque a efetividade dos imunizantes

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2022 16h21
EFE/EPA/FEHIM DEMIR Profissional da saúde aplica vacina Nota técnica será publicada no Diário Oficial da União (DOU)

O Ministério da Saúde informou, nesta terça-feira, 25, que a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos (SCTIE) irá republicar a nota técnica com diretrizes terapêuticas para o tratamento da Covid-19. A primeira versão do documento foi criticada por sugerir que a hidroxicloroquina tem efetividade comprovada no combate ao coronavírus e a vacinação, não. Em comunicado divulgado à imprensa, a pasta afirma que a nova publicação será feita no Diário Oficial da União (DOU) para “evitar interpretações equivocadas” sobre o assunto.

“O Ministério da Saúde informa que a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos (SCTIE) republicará a Nota Técnica que fundamenta a decisão acerca das diretrizes terapêuticas para o tratamento farmacológico da Covid-19, para, segundo a secretaria, promover maior clareza no conteúdo e evitar interpretações equivocadas, como a de que a decisão critica o uso das vacinas Covid-19. A alteração será publicada em portaria no Diário oficial da União (DOU) e não modifica a deliberação já divulgada”, disse a pasta em nota oficial.

A primeira versão da nota técnica barrou as recomendações feitas pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao Sistema Único de Saúde (Conitec), que contraindicou o uso de medicamentos do chamado “kit Covid”, comprovadamente ineficazes para o tratamento de pessoas infectadas com o novo coronavírus. No documento, a secretaria comandada por Hélio Angotti Neto, um dos indiciados pela CPI da Covid-19, afirma que a hidroxicloroquina tem efetividade e segurança atestadas em estudos controlados e randomizados e que as vacinas não atendiam a esses requisitos (veja abaixo).

Nota técnica com diretrizes terapêuticas para enfrentamento à Covid-19