Moro, Ciro e Doria prestam condolências a Bolsonaro pela morte da mãe

Presidenciáveis destacaram divergências, mas afirmaram que a dor humana supera barreiras

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2022 12h00 - Atualizado em 21/01/2022 13h05
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/NILTON FUKUDA/MISTER SHADOWESTADÃO CONTEÚDO Moro, Ciro e Doria Presidenciáveis Sergio Moro, Ciro Gomes e João Doria

No final da manhã desta sexta-feira, 21, os presidenciáveis Sergio Moro (Podemos), Ciro Gomes (PDT) e João Doria (PSDB) usaram as redes sociais para prestar condolências ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), pela morte da mãe dele, Olinda Bolsonaro. Os dois primeiros ressaltaram as divergências políticas existentes entre eles e Bolsonaro, mas destacaram que a dor humana é maior que as barreiras criadas por outras razões. “Divergências profundas não podem ser maiores do que o respeito pela dor humana. Meus sentimentos ao presidente da República pela perda da mãe”, escreveu o ex-juiz da Lava Jato em seu Twitter. Por sua vez, Ciro desejou os “pêsames a Bolsonaro pela perda de sua mãe. Por maior que sejam as divergências, há momentos que superam esta barreira”. Já o governador de São Paulo se direcionou à família do chefe do Executivo: “Meus sentimentos à família Bolsonaro pelo falecimento da Dona Olinda. A perda da mãe ou avó é sempre uma dor irreparável. Que ela descanse em paz e Deus conforte familiares e amigos”.

Ciro e Moro disputam hoje, à esquerda e à direita respectivamente, o lugar de mais bem colocado na chamada terceira via, em alternativa à polarização existente entre Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e criticam intensamente o chefe do Executivo. Após a entrada de Moro no jogo político, se filiando ao Podemos e anunciando a pré-candidatura ao Palácio do Planalto, ele ultrapassou Ciro Gomes nas pesquisas de intenções de votos das eleições de 2022. Já Doria, que venceu as prévias do PSDB contra Arthur Virgílio e Eduardo Leite, recebe baixos percentuais, mas diz acreditar no crescimento da candidatura ao longo da campanha.