No Ceará, Lula diz que está aberto a conversar com Ciro Gomes sobre eleições

Ex-presidente disse que ‘se um não quer, dois não brigam’, elogiou Eunício Oliveira e disse rejeitar a palavra ‘polarização’

  • Por Jovem Pan
  • 21/08/2021 15h50
Claudia Martini/Enquadrar/Estadão Conteúdo - 12/06/2021O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve se candidatar à presidência em 2022

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse neste sábado, 21, que está disposto a conversar com quem quiser falar com ele, incluindo o pedetista Ciro Gomes, com quem rompeu após as eleições de 2018. “Minha mãe me dizia para não brigar. Se um não quer, dois não brigam. Estou aberto a conversar com quem quiser falar comigo. Respeito muito o Ciro, mas entendo que meus adversários me critiquem. Se ele for na televisão e falar bem de mim, eu ganho a eleição”, disse o petista. Lula fez este aceno ao ex-aliado justamente durante visita ao Ceará, reduto político do seu ex-ministro da Integração Nacional.

Em peregrinação pelo Nordeste, Lula já passou por Pernambuco, Piauí e Maranhão. Ele ficará em Fortaleza até segunda-feira, quando encontrará o ex-senador Eunício Oliveira, aliado de longa data do petista e inimigo político de Ciro Gomes. “Eunício foi meu ministro das Comunicações, teve mandato de deputado, de senador. Não vou me meter nas alianças, mas é importante ter Eunício no Congresso Nacional”, falou o ex-presidente. Lula ainda questionou quem chama de “polarização” o antagonismo entre ele e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Não gosto quando falam que eu e Bolsonaro somos polarizados. Quem fala isso mente. Eu tenho uma história, meu governo foi democrático. Temos que em 2022 nos unir para tirar isso aí que foi eleito em 2018.”