PF pede ao STF prorrogação de investigação contra Bolsonaro por suposto vazamento de ‘dados sigilosos’

Inquérito foi aberto por Alexandre de Moraes a pedido do TSE, que apresentou uma notícia-crime após o presidente divulgar documento que investiga um ataque ao sistema do tribunal

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2021 12h45 - Atualizado em 06/10/2021 17h30
Foto: Marcos Corrêa/PREm 4 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro divulgou o ‘dados sigilosos’ de investigação da Polícia Federal

A Polícia Federal pediu ao  Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação da investigação que apura suposto vazamento de um inquérito sigiloso da Polícia Federal pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O inquérito foi aberto pelo ministro Alexandre de Moraes a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que apresentou uma notícia-crime contra Bolsonaro por divulgação de “informações confidenciais” do documento que investiga um ataque ao sistema do Tribunal em 2018. A íntegra da investigação foi publicada pelo presidente em suas redes sociais em 4 de agosto, em tentativa de provar que houve fraudes nas eleições. Na época, o magistrado determinou que as empresas removessem os links que contém informações sobre o inquérito, e o afastamento do delegado da PF que era responsável por ele.