PSOL triplica bancada na Câmara de São Paulo; PT e PSDB dividem liderança entre vereadores

Apesar do tamanho das bancadas, tucanos e petistas tiveram resultado inferior em relação a 2016, quando elegeram, respectivamente, 11 e 9 parlamentares; partido de Boulos cresce de 2 para 6 cadeiras

  • Por André Siqueira
  • 16/11/2020 14h03 - Atualizado em 16/11/2020 15h15
André Bueno/CMSPResultado com os 55 vereadores eleitos foi divulgado nesta segunda-feira, 16

A eleição dos 55 vereadores para a Câmara Municipal de São Paulo manteve PT e PSDB como as duas maiores bancadas da Casa, cada um com oito parlamentares. Os dois partidos, porém, tiveram um desempenho inferior em relação ao pleito de 2016, quando petistas e tucanos elegeram, respectivamente, 9 e 11 postulantes. O PSOL, partido de Guilherme Boulos, que disputará o segundo turno contra Bruno Covas (PSDB), triplicou sua bancada, passando de duas para seis cadeiras, alcançando o posto de terceira maior legenda do legislativo municipal. Das 55 vagas, 31 serão ocupadas por candidatos que se reelegeram, como Eduardo Suplicy (PT), Milton Leite (DEM), Fernando Holiday (Patriota) e Eduardo Tuma (PSDB). Entre os famosos escolhidos pelo eleitor paulista estão Delegado Palumbo (MDB), Thammy Miranda (PL) e o influencer Felipe Becari (PSD).

Entre os petistas, foram eleitos Eduardo Suplicy, Donato, Alessandro Guedes, Jair Tatto, Juliana Cardoso, Senival Moura, Alfredinho e Arselino Tatto. Os tucanos, por sua vez, são Eduardo Tuma, Rute Costa, João Jorge, Carlos Bezerra Junior, Tripoli, Aurélio Nomura, Fabio Riva e Sandra Santana. A bancada do PSOL será composta por Erika Hilton, a primeira mulher trans negra vereadora, Silvia da Bancada Feminista, Luana Alves, Celso Giannazi, Toninho Vespoli e Elaine do Quilombo Periférico. O prefeito Bruno Covas conta com o apoio de uma coligação de dez partidos (DEM, Podemos, MDB, PSC, Progressistas, PL, PROS, Cidadania, PTC, PV) que, juntos, somam 25 das 55 cadeiras da Câmara Municipal.

Assim como o PSOL, o DEM elegeu seis vereadores, entre eles Milton Leite, um dos mais importantes aliados de Bruno Covas na Câmara. O vereador foi reeleito pela sexta vez seguida, as duas últimas como o segundo mais votado na cidade, atrás do petista Eduardo Suplicy. Leite terá como companheiros de bancadas os vereadores Adilson Amadeu, Dra. Sandra Tadeu, Eli Corrêa, Missionário José Olimpio e Ricardo Teixeira. Completam a lista dos partidos com mais parlamentares eleitos o Republicanos (4), Podemos (3), PSD (3), MDB (3), Patriota (3), Novo (2), PSB (2), PL (2), PSL (1), PP (1), PV (1), PSC (1) e PTB (1). Confira abaixo a evolução das bancadas da eleição de 2016 para a deste ano:

  • PSDB passou de 11 para 8
  • PT passou de 9 para 8
  • PSD passou de 4 para 3
  • Republicanos se manteve com 4
  • PL passou de 4 para 2
  • DEM passou de 4 para 6
  • PSOL passou de 2 para 6
  • MDB passou de 2 para 3
  • PSB passou de 3 para 2
  • PV passou de 2 para 1
  • Novo passou de 1 para 2
  • PTB passou de 2 para 1
  • PSC se manteve com 1
  • PP se manteve com 1
  • PSL passou de zero para 1
  • Patriota passou de zero para 3
  • PHS (atual Podemos) passou de 1 para 3
  • PPS (atual Cidadania) passou de 2 para zero
  • PTN passou de 1 para zero
  • PROS passou de 1 para zero