Relator apresenta parecer favorável à cassação de Dr. Jairinho

Defesa do vereador terá cinco dias para apresentar alegações finais

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2021 20h17 - Atualizado em 18/06/2021 21h09
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDORelator pediu a cassação do mandato de Dr. Jairinho

O vereador Luiz Ramos Filho (PMN), relator do processo contra Dr. Jairinho no Conselho de Ética da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, apresentou relatório final nesta sexta-feira, 18, em que pede a cassação do mandato do parlamentar por quebra de decoro. Jairinho está preso, acusado de matar o enteado Henry Borel, de 4 anos. Ramos Filho analisou o inquérito policial do caso e o depoimento do executivo do hospital da rede D’or, Pablo Menezes, para quem Jairinho ligou na madrugada da morte de Henry, no dia 8 de março. “A ligação do Dr. Jairinho para o executivo do hospital para evitar que o corpo do menino Henry fosse periciado pelo IML caracteriza quebra de decoro a ser punido com a perda do mandato”, diz o vereador no relatório. Agora, a defesa de Jairinho terá cinco dias para apresentar os argumentos finais. Depois, o parecer do relator será votado pelo Conselho de Ética. Se for aprovado com maioria absoluta, o processo segue para votação em plenário, em que os parlamentares decidem pela cassação ou não do mandato. Segundo o presidente do Conselho de Ética, Alexandre Isquierdo (DEM), a expectativa é que a votação definitiva ocorra no dia 29 de junho.