Renan Calheiros adia apresentação de relatório da CPI da Covid-19

Expectativa inicial era de que o texto fosse apresentado na sexta-feira, 24, mas operação da Polícia Federal contra Precisa Medicamentos e caso envolvendo a Prevent Senior devem prorrogar os trabalhos da comissão

  • Por André Siqueira
  • 20/09/2021 12h11
Foto: Jefferson Rudy/Agência SenadoCPI da Covid-19 pode manter os trabalhos até início de novembro, mas conclusão deve ocorrer em outubro

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid-19, decidiu adiar a apresentação de seu relatório final sobre os trabalhos da comissão, inicialmente prevista para esta sexta-feira, 24. O adiamento foi acordado em uma reunião da cúpula do colegiado, neste domingo, 19. Embora não haja uma data definida, a expectativa é de que o texto seja apresentado no início de outubro. Como a Jovem Pan mostrou, a operação de busca e apreensão da Polícia Federal (PF), da sexta-feira, 17, em endereços ligados à Precisa Medicamentos, reforçou o argumento de senadores que defendiam a prorrogação das investigações – a CPI pode continuar em vigência até o início do mês de novembro. Os parlamentares acreditam que os documentos apreendidos pela PF devem resultar na necessidade de convocação de novos depoimentos. Além disso, dados sobre as investigações da Prevent Senior, acusada de ter usado pacientes como “cobaias humanas” nos testes de uso do chamado “tratamento precoce”, devem ser incluídos no material do emedebista. De acordo com o cronograma estabelecido até o momento da publicação desta reportagem, serão ouvidos nesta semana o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, o diretor-executivo da Prevent Senior Pedro Batista Júnior, e Danilo Trento, diretor da Precisa.