Suplente, filho de senador pego com dinheiro na cueca deve R$ 1,1 milhão à União 

Nome de Pedro Arthur Ferreira, que assumirá vaga de Chico Rodrigues, consta na lista de devedores da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional

  • Por Jovem Pan
  • 22/10/2020 15h59
Edilson Rodrigues/Agência SenadoSenador foi flagrado com R$ 30 mil na cueca durante ação da PF

Filho e suplente que assumirá a vaga do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que pediu afastamento do cargo após ser flagrado pela Polícia Federal (PF) com mais de R$ 30 mil na cueca, o empresário Pedro Arthur Ferreira Rodrigues possui uma dívida de mais de R$ 1,1 milhão com a União. Seu nome consta na lista de devedores da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). A informação foi divulgada pelo jornal O Globo e confirmada pela Jovem Pan. Chico Rodrigues foi alvo de busca e apreensão no âmbito da operação Desvid-19, que apura supostos desvios de recursos públicos destinados a Roraima para o combate da pandemia do novo coronavírus. O senador nega as acusações e diz que o dinheiro encontrado era destinado ao pagamento de seus funcionários.

Quatro dívidas no nome de Pedro Arthur totalizam R$ 1.139.426,64: R$ 470.783,07,  R$ 367.258,86, R$ 190.364,96 e R$ 111.019,75. O portal da PGFN não fornece mais detalhes sobre as cobranças, que se referem a tributos federais. O filho de Chico Rodrigues não é alvo da investigação do STF que apura os desvios de recursos. Entre 2003 e 2007, foi funcionário no gabinete do pai, então deputado federal. À Justiça Eleitoral, em 2018, declarou ter participação na empresa San Sebastian Construções e R$ 70 mil em bens, sendo um sítio de R$ 20 mil.

Dívidas de Pedro Arthur com a União ultrapassam o valor de R$ 1,1 milhão