TSE unifica horários de votação das eleições de 2022 em todo o país, apesar de diferenças de fuso-horário

Presidente do TSE, Luis Roberto Barroso comenta que medida foi adotada para evitar dúvidas sobre lisura dos resultados

  • Por Jovem Pan
  • 14/12/2021 23h08 - Atualizado em 14/12/2021 23h10
Divulgação/TSE Urna eletrônica Novo modelo de urna eletrônica será utilizado em 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu unificar todos os horários de votação da eleição de 2022, apesar das diferenças de fuso-horário no Brasil. Todas as urnas abrirão às 8h e fecharão às 17h, de acordo com o horário de Brasília. Dessa forma, a votação será das 7h às 16h no Amazonas, em Rondônia, em Roraima, no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, onde o fuso é uma hora a menos em relação à capital brasileira. No Acre, a eleição começará às 6h e terminará às 15h, já que o Estado está duas horas atrás do horário de Brasília. Em Fernando de Noronha, que está uma hora à frente, a votação será das 9h às 18h.

O presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, comentou que a mudança foi para que a votação ocorra de forma tranquila e não haja dúvidas quanto à lisura dos resultados.  “No registro histórico que tivemos nas eleições de 2014, a diferença no horário de encerramento da votação, em quase todo o país e no estado do Acre, produziu interpretações, teorias conspiratórias e problemas que nós gostaríamos de evitar para assegurar a tranquilidade do processo eleitoral brasileiro”, comentou Barroso. A diferença na chegada dos dados dos Estados ao TSE em 2014 fez com que Aécio Neves e Dilma Rousseff se alternassem na liderança no segundo turno, o que foi apontado como um indício de fraude na contabilização por algumas pessoas, devido a uma interpretação errada da situação.