Prefeitura de SP quer conceder à iniciativa privada a administração do Pacaembu

  • Por Jovem Pan
  • 20/01/2015 16h39
Estádio Paulo Machado de Carvalho

A Prefeitura de São Paulo quer conceder para a iniciativa provada a administração do estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. Nesta terça-feira foi lançado no Diario Oficial do Município um chamamento público para que empresas e entidades esportivas demonstrem interesse.

O edital prevê que a concessionária vencedora faça a modernização do estádio, que completa 75 anos no mês de abril. O prazo de concessão ainda não foi definido, mas a Prefeitura acredita que serão necessários entre R$ 250 milhões e R$ 300 milhões para a reforma.

Com a inauguração das arenas do Corinthians e do Palmeiras, a gestão Haddad quer repassar o Pacaembu para não ter que arcar com os custos do estádio. O prefeito Fernando Haddad disse que a manutenção custa R$ 9 milhões/ano: “qual o destino desse equipamento? Hoje ele custa para a cidade R$ 9 milhões. É um equipamento muito defasado. Nós temos que pensar no destino dele”.

O estádio possui algumas áreas que são tombadas e que passariam apenas por reformas, segundo o edital. A licitação prevê ainda que o nome do estádio não poderá ser mudado, mantendo assim o nome Paulo Machado de Carvalho e o “apelido” Pacaembu.

Neste ano, o estádio receberá apenas dois jogos do São Paulo e a final da Copa São Paulo. No ano de 2014 foram mais de 40 jogos e nos anos de 2012 e 2013, mais de 60 jogos.

*Ouça mais detalhes no áudio