‘Estão denunciando o presidente por escutar especialistas’, diz Constantino sobre gabinete paralelo

Declaração foi dada pelo comentarista durante o programa 3 em 1 desta terça-feira, 22, que debateu a oitiva do deputado Osmar Terra

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2021 17h59
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO - 18/05/2021Presidente estaria sendo aconselhado por grupo durante a pandemia

O deputado federal e ex-ministro da Cidadania Osmar Terra, que também já foi cotado para assumir o Ministério da Saúde, foi ouvido pela CPI da Covid-19 na condição de convidado nesta terça-feira, 22. A convocação do parlamentar foi aprovada após a divulgação de um vídeo no qual o virologista Paolo Zanotto sugere, em evento no Palácio do Planalto, a criação de um “shadow cabinet” (gabinete das sombras, em tradução livre).  Ele reconheceu ter errado algumas previsões e afirmou que considera relativa a tese da imunidade de rebanho. Ele afirmou que quando foi infectado pela Covid-19 tomou cloroquina e que, mesmo assim, teve 80% dos pulmões comprometidos. Terra disse ainda não ter poder sob o presidente Jair Bolsoanro (sem partido).

Durante sua participação no programa 3 em 1, da Jovem Pan, desta terça-feira, 22, o comentarista Rodrigo Constantino disse que Bolsonaro está sendo denunciado por “escutar especialistas” e afirmou que Osmar Terra tem experiência com epidemias. “Sobre gabinete paralelo, mais uma vez, o presidente está sendo acusado de escutar especialistas. O Osmar Terra é médico e teve experiência com epidemia no Sul do país. É muito curioso porque estão denunciando o presidente por escutar especialistas. Talvez ele devesse ter escutado picaretas que entendem mais de música do que de Covid, que não atenderam nenhum paciente e acham que são a voz da ciência”, afirmou Constantino, que também atacou os objetivos da CPI e disse que o depoimento do deputado enfraqueceu a narrativa da oposição: “Mais um baile de gente que tenta levar a sério as evidências científicas contra quem só tem narrativa e só mira em atacar o presidente Bolsonaro”.

Além disso, Constantino falou sobre a tese da imunidade de rebanho, que foi pauta durante a oitiva de Terra, citando a Suécia como exemplo e citando países que tentaram o lockdown para contar a pandemia e fracassaram. “Imunidade de rebanho é uma tese que muita gente aventou. A Suécia seguiu mais por esse caminho. O Randolfe Rodrigues, companheiro do Maduro, tentou interceder ali, mas quando você vai ver as curvas da Suécia, elas são parecidas com as do Reino Unido e um pouco piores que as da Dinamarca, é verdade. Mas pelo menos preservou liberdades.  E lockdown olha o que aconteceu com a Argentina”, afirmou o comentarista.

Confira a íntegra da edição do programa 3 em 1 desta terça-feira, 22: