Mauro Beting: ‘É nosso dever cobrar mais do que Corinthians e Palmeiras apresentaram’

Para o comentarista do Grupo Jovem Pan, não é aceitável que duas equipes desse tamanho joguem um futebol tão pobre quanto o do jogo de ida da final do Paulistão

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2020 14h30
ReproduçãoO comentarista Mauro Beting é um dos integrantes da equipe de esportes do Grupo Jovem Pan

Sonolento. Assim pode ser definido o jogo de ida da final do Campeonato Paulista, disputado na última quarta-feira, em Itaquera. Corinthians e Palmeiras protagonizaram a partida com o menor número de finalizações do mata-mata do Estadual e empataram por 0 a 0. Para o comentarista Mauro Beting, do Grupo Jovem Pan, não é aceitável que duas equipes desse tamanho joguem tão mal assim. “Sem querer ser chato, porque já sou chato, mas é muito pouco”, afirmou. “É claro que a gente sabe que final é assim, é claro que é justificável pela parada, o Palmeiras perdeu Dudu, Gabriel Verón, o Corinthians até teve o retorno do Jô… Mas foi um Paulistão com uma fase semifinal medíocre e, agora, esse primeiro jogo da final também foi medíocre”, acrescentou.

“Eu já esperava mais ou menos isso. Meu palpite era de que seria 0 a 0 e um jogo ruim. E, para mim, foi muito ruim! Com muita boa vontade, eu vi quatro chances para o Palmeiras e três para o Corinthians, sendo que a última delas foi aos 30min do primeiro tempo. O Weverton não fez absolutamente nada na segunda etapa! O Palmeiras ainda chegou duas vezes, uma em cobrança de falta, teve um lance horroroso do Raphael Veiga… É quase que um dever nosso exigir mais. Não pode ser só isso, até porque há jogadores de qualidade em ambos os lados. Tem o nervosismo, tem o destreinamento que eles nunca vivenciaram, mas a gente é obrigado a cobrar mais. Quando você tem um Vanderlei Luxemburgo de um lado, um ótimo treinador como o Tiago Nunes do outro, essas camisas poderosas… Só isso de futebol? Não me surpreende. Eu esperava um horror, mas foi muito pior do que o horror que eu imaginava. Para mim, é o pior Paulistão da história!”, disparou.

Com o empate sem gols do jogo de ida, a decisão do Campeonato Paulista ficou, realmente, para a partida de volta. E ela será disputada no próximo sábado, às 16h30, no Allianz Parque. Quem vencer será campeão. Se houver outra igualdade no tempo normal – independentemente da quantidade de gols marcados –, Palmeiras e Corinthians disputarão nas cobranças de pênalti o título estadual. O Verdão não fatura o torneio desde 2008, enquanto o Timão busca a quarta conquista consecutiva – feito que não ocorre desde 1919.

Confira o comentário completo de Mauro Beting no vídeo abaixo: