Mauro Cezar cutuca Renato Gaúcho e dá dicas para Paulo Sousa ter sucesso no Flamengo; confira 

Durante o programa ‘Esporte em Discussão’, do Grupo Jovem Pan, o comentarista disse que o português encontrará uma equipe bagunçada pelo antecessor

  • Por Jovem Pan
  • 03/01/2022 14h41
Montagem sobre fotos/Reprodução/Jovem Pan/Vincenzo Pinto/AFP/FlaTV Mauro Cezar Pereira comentou sobre o futuro do Flamengo com Paulo Sousa e criticou Renato Gaúcho Mauro Cezar Pereira comentou sobre o futuro do Flamengo com Paulo Sousa e criticou Renato Gaúcho

Mauro Cezar Pereira, comentarista do Grupo Jovem Pan, tratou de falar sobre a expectativa do trabalho de Paulo Sousa no Flamengo. Durante o programa “Esporte em Discussão”, o jornalista disse que o português encontrará uma equipe bagunçada pelo antecessor, o gaúcho Renato Portaluppi. “Ele vai chegar nesta sexta-feira, enquanto a apresentação dos jogadores acontece somente na próxima semana. Obviamente, será um primeiro contato, tem a questão dos exames médicos e todos os outros protocolos. Ele costuma montar seus times com três zagueiros e acredito que ele colocará em prática uma ideia implantada, inicialmente, pelo Rogério Ceni. A ideia é que o Filipe Luís jogue como zagueiro pelo lado esquerdo, o que favorece o jogador, que nunca foi um atleta de correr pela lateral. Ele ficará mais protegido, o que não aconteceu na final da Libertadores, já que o Renato bagunçou tudo. Ou seja, o Paulo vai encontrar o Flamengo desorganizado pelo Renato. Então, ele vai ter que organizar. A vantagem é que ele terá o Carioca no início de temporada”, disse.

Mauro também deu algumas dicas para Paulo Sousa. Segundo o jornalista da JP, o português precisará se enturmar com o badalado plantel flamenguista. “Os jogadores do Flamengo, claro, gostam de ser bem treinados. A função do Paulo é recolocar a casa em ordem. Pelo estilo dele, é algo compatível. Ele tem que chegar manso também. É um elenco com muitos jogadores experientes, rodados e não pode chegar com a pegada do Pep Guardiola [comandante “linha dura” do Manchester City]. Tem que chegar mais na pegada de amigo dos cães, devagar e conquistar os caras. Ele vai ter um bom material humano, um elenco que é um dos melhores do país e da América do Sul, algo que não aconteceu por onde ele trabalhou”, acrescentou.

Assista ao debate abaixo: