Como o Palmeiras planeja acabar com a música ‘não tem Copinha, não tem Mundial’

Diretoria do clube já definiu o planejamento e espera acabar com esta ‘zoeira’ já nos primeiros meses de 2022

  • Por Jovem Pan
  • 03/01/2022 12h00
Reprodução/PalmeirasLeila Pereira é a nova presidente do Palmeiras

Mesmo vibrando com o tricampeonato da Libertadores e comemorando outros títulos conquistados pelo Palmeiras nos últimos anos, o torcedor do Alviverde segue sendo provocado pelos rivais com a música “Não tem Copinha, não tem Mundial”. A diretoria do clube, entretanto, espera acabar com esta “zoeira” já nos primeiros meses de 2022. Além de preparar um time forte para a Copa São Paulo de Futebol Júnior, que tem final marcada para 25 de janeiro, o Verdão também está atento ao mercado da bola para reforçar o seu time a tempo da disputa do Mundial de Clubes, agendado para o início de fevereiro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. A ideia da cúpula palmeirense, agora liderada por Leila Pereira, é vencer as duas competições, acabar com a “chacota” e chegar ao segundo semestre do ano embalado.

O Palmeiras inicia sua trajetória na Copinha na Região do ABC, na cidade de Diadema, localizada a cerca de 23 km da capital paulista. Lá, a equipe sub-20 terá Água Santa, Real Ariquemes, de Rondônia, e ASSU, do Rio Grande do Norte, como adversários na fase de grupos. O principal detalhe é que o Alviverde chega com um time “cascudo” e mais experiente para tentar o primeiro troféu do torneio. Já nas últimas rodadas do Brasileirão 2021, o técnico Abel Ferreira colocou em campo vários jovens que devem entrar na Copa São Paulo, como Garcia, Naves, Lucas Freitas, Fabinho, Gabriel Silva, Giovani, Kevin, Vanderlan e Vitor Hugo, por exemplo. A garotada ganhou mais “canja” enquanto os profissionais descansaram, ganhando férias adiantadas devido à conquista do tri da Libertadores da América diante do Flamengo, em Montevidéu. Além disso, recentemente, os meninos palmeirenses ganharam o penta do Paulistão sub-20, em torneio que serviu como boa preparação para a Copinha.

Já para o Mundial de Clubes, a diretoria do Verdão está preparando um time mais qualificado. Após as saídas dos experientes Jailson, Felipe Melo e Willian, o Palmeiras já anunciou Marcelo Lomba, Eduard Atuesta e Rafael Navarro. O primeiro é um goleiro mais jovem e que chega para ser substituto imediato de Weverton, arqueiro convocado para a seleção brasileira com certa frequência. Já o segundo, por sua vez, é um meio-campista colombiano de 24 anos, conhecido por boa passagem na MLS (Primeira divisão dos EUA), onde demonstrou boa saída de bola. O último é um centroavante que se destacou no Botafogo, campeão da última Série B. O recado é claro: rejuvenescer o plantel, pensando na disputa do Mundial e na sequência da temporada. “O objetivo é investir em jovens que deem retorno esportivo e financeiro, que em um futuro, se precisarmos vendê-los, isto retorne em investimento para o clube. O torcedor precisa entender que este é nosso objetivo, investir em reforços jovens com retorno esportivo”, disse Leila Pereira, que também garantiu a permanência de Abel Ferreira no time.

No torneio organizado pela Fifa, o Palmeiras tenta ter melhor sorte do que no início do ano, quando foi derrotado pelo Tigres (México), na estreia e perdeu nas penalidades para o Al Ahli (Egito), na disputa pelo terceiro lugar. Desta vez, o conjunto palmeirense comandado por Abel Ferreira enfrentará na semifinal, no dia 8 de fevereiro, Al Ahly (Egito) ou Monterrey (México). Se avançar, os brasileiros podem encarar o Chelsea, vencedor da última edição da Liga dos Campeões da Europa e atual terceiro colocado do Campeonato Inglês. Caso consiga o feito, além de acabar com a conhecida provocação dos rivais, o Alviverde se juntará a São Paulo, Santos, Corinthians, Flamengo, Grêmio e Internacional como campeões mundiais.