Multicampeão pelo São Paulo, Cicinho sugere substituto para Fernando Diniz

Em entrevista exclusiva ao ‘Esporte em Discussão’, o ídolo da torcida são-paulina também afirmou que a diretoria ‘demorou’ para desligar Fernando Diniz

  • Por Jovem Pan
  • 01/02/2021 14h05 - Atualizado em 01/02/2021 14h19
Montagem sobre fotos/Reprodução/Youtube/São Paulo FCCicinho participou do Esporte em Discussão para falar sobre a demissão do Fernando Diniz

Campeão da Libertadores da América e do Mundial de Clubes com o São Paulo, o ex-jogador Cicinho participou do programa “Esporte em Discussão”, do Grupo Jovem Pan, para analisar a demissão de Fernando Diniz na tarde desta segunda-feira, 1º. O ídolo da torcida são-paulina afirmou que a atitude da direção do Tricolor foi tardia e sugeriu um nome para substituir o treinador: o de Renato Gaúcho. “Cara, como são-paulino, o torcedor gostaria de ver o Rogério Ceni. Mas, quem eu vejo comandando para revolucionar mesmo, na minha opinião, neste momento, eu iria atrás de Renato Gaúcho. Eu investiria! Então, investir em um treinador que é caro, é investir em título. O São Paulo precisa ganhar e precisa contratar pessoas que sabem ganhar. Pra mim, o Renato encaixaria como uma luva”, comentou.

“Não é só chegar e dar soco na mesa. A questão é que tem treinador que consegue extrair o melhor rendimento dos atletas em determinados momentos. Nós vemos a seriedade do Renato Gaúcho e a maneira como ele lida com o elenco. Lá no Grêmio, ele recuperou Jael, Cortez e outros. Ele tem essa identificação. O São Paulo não precisa de soco na mesa, mas sim de cabeça no lugar e parar de encontrar desculpas. O torcedor quer ver o time compacto, com identidade… Para mim, Renato Gaúcho tem esses requisitos, que encaixaria bem no São Paulo”, complementou Cicinho, que também ganhou o Paulistão com a camisa tricolor.

No entendimento de Cicinho, a queda do São Paulo no Campeonato Brasileiro, que deixou a primeira posição e passou a ser quarto colocado, tem relação com a falta de criatividade de Fernando Diniz. “Que fase que chegou o São Paulo! Uma fase em que os torcedores estão esperando a demissão do treinador! Na minha opinião, demorou essa demissão do Diniz! Até porque, em determinado momento, ele deixou de ser uma pessoa em que o torcedor acreditava. O São Paulo está pagando por não ter uma diversificação no esquema, que não consegue tirar nada dos jogadores. Esse turbilhão tem relação com a preparação de esquema de jogo. Então, o time está pagando por isso. Eu já teria demitido o Diniz. Demorou! Há alguns jogos, o São Paulo não vem apresentando o futebol de antes e a gente não vê uma mudança. Então, eu não teria permanecido com ele, não”, comentou.

“No futebol, todos nós sabemos que é mais fácil mandar o treinador do que alguns jogadores. Então, sempre vai sobrar pra o treinador. Mas é óbvio que os jogadores têm uma parcela de culpa. Ainda assim, vendo de fora, acho que é uma questão de comando mesmo. Sou campeão do Mundial com o São Paulo, e não posso ver o time levando aquela surra do RB Bragantino, com todo respeito. Isso sem mudar de esquema. O Pablo, por exemplo, tem um esquema de jogo que não o favorece. O Diniz é bom treinador, mas precisa colocar outros esquemas para algumas partidas. Prova disso foi o Abel Ferreira, que mudou de sistema no Palmeiras e ganhou a partida contra o Santos, colocando o Breno Lopes. No São Paulo, é sempre as mesmas mudanças, ficando manjado para os adversários”, completou.