Vampeta polemiza ao responder quem avança em América-MG x Corinthians; veja

O Coelho e o Timão se enfrentam nesta quarta-feira pelas oitavas da Copa do Brasil; veja o palpite do Velho Vamp

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2020 15h29
Montagem sobre fotos/Reprodução/Jovem Pan/Rodrigo Coca/Agência Corinthians/América-MGVampeta deu o seu palpite para o confronto entre América-MG e Corinthians

O Corinthians terá a árdua missão de enfrentar o América-MG nesta quarta-feira, 4, a partir das 21h30 (de Brasília), no Independência, em duelo de volta válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil – na primeira partida, realizada na Neo Química Arena, o time mineiro venceu por 1 a 0. Precisando reverter a desvantagem, o Alvinegro paulista terá que ganhar por dois gols de diferença para avançar no tempo regulamentar ou, então, ganhar pelo placar mínimo para levar a disputa para as penalidades. Em participação no programa Esporte em Discussão, do Grupo Jovem Pan, o ex-jogador do Timão e comentarista Vampeta polemizou ao falar quem classifica no confronto.

“Não é molezinha. O América-MG vinha de uma sequência de vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro, encavalando esta diante do Corinthians na Copa do Brasil. Só que, no final de semana, perdeu para o Avaí. Ainda assim, está bem colocado. Sinceramente, só se fizer muita besteira para não voltar para a Série A no ano que vem. O Lisca vem fazendo um bom trabalho e, no jogo aqui, o América-MG se defendeu bem e fez o gol. Jogo difícil. Se você me perguntar se eu torço para o Corinthians, falo que torço, mas não coloco o meu dinheiro nesse time. Eu acho que o América-MG passa porque a vantagem é muito grande”, cravou o pentacampeão do mundo com a seleção brasileira.

O Corinthians, por outro lado, vem de um resultado empolgante. No último sábado, 31, a equipe comandada por Vagner Mancini bateu o Internacional, líder do Campeonato Brasileiro, por 1 a 0 pelo nacional. Quem avançar nesta quarta-feira estará classificado para as quartas de final e receberá o prêmio de R$ 3,3 milhões.

Assista ao debate abaixo: