40% dos brasileiros tiveram queda na renda entre abril e junho, diz CNI

Período é considerado o mais crítico da pandemia da Covid-19 no país

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2020 07h11 - Atualizado em 15/12/2020 10h52
Ananda Migliano/Estadão ConteúdoA população mostra disposição em manter a redução em serviços em 2021

Quatro em cada dez brasileiros tiveram queda na sua renda durante o período mais crítico da pandemia, entre abril e junho. A pesquisa “Retratos da Sociedade Brasileira, Poupança e Consumo”, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizada com duas mil pessoas, em 127 municípios, de 17 a 20 de setembro, com análise concluída em 11 de dezembro. Ao todo, 43% dos entrevistados afirmaram que sua renda atual ainda era menor do que antes da pandemia. O gerente de análise econômica da Confederação Nacional da Indústria, Marcelo Azevedo, destaca que a cautela deve ser mantida no próximo ano.

“A maior parte da população brasileira acredita que os efeitos da pandemia sobre a economia, que foram severos, serão duradouros também, poderão levar até um ano para que se dissipem totalmente. Isso explica muito o resultado da pesquisa, com uma mudança no consumo e boa parte dessas mudanças verão permanecer no próximo ano, mas também mostra uma relação entre o consumo e poupança. Parte da população consumiu menos, poupou mais e a expectativa é que isso se repita”, explica. O consumo de produtos de limpeza e higiene pessoal aumentou durante a pandemia. Já roupas, bolsas, acessórios e calçados, móveis e artigos de decoração e artigos esportivos tiveram queda nas vendas. A população mostra disposição em manter a redução em serviços em 2021.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos