Amazonas tem mortes no interior por falta de oxigênio; STJ cobra explicações do governador

Gestores estaduais e municipais devem fornecer informações detalhadas sobre o uso de recursos federais enviados para combate à pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 20/01/2021 06h42
Imagem: Divulgação/Polícia Civil de ManausForam abertos inquéritos criminais contra oito governadores suspeitos de desvios, tendo um deles sido afastado do cargo

Mesmo com toda ajuda que tem chegado ao estado do Amazonas, a crise por conta da falta de oxigênio não dá tréguas. O problema que até então estava restrito à capital chegou ao interior. A prefeitura de Coari, que fica a 450km de Manaus, informou que sete pacientes internados morreram por falta de oxigênio. Diante de informações que chegam à Brasília, o vice presidente do Superior Tribunal de Justiça, Jorge Mussi, determinou que os gestores estaduais e municipais do Amazonas forneçam, dentro de 48 horas, informações detalhadas sobre o uso de recursos federais para o combate à Covid-19.

O ministro cobra das autoridades que seja informada também  a data em que eles tiveram conhecimento do risco de desabastecimento de oxigênio nas unidades de saúde do Estado. O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou na terça-feira, 19, que o Ministério Público já vem adotando todas as providências cabíveis desde o início da pandemia. Também tem realizado a fiscalização de verbas destinadas ao enfrentamento da pandemia em trabalho conjunto com todo o Ministério Público brasileiro e com os Tribunais de Contas.

Foram abertos inquéritos criminais contra oito governadores suspeitos de desvios, tendo um deles sido afastado do cargo. As medidas intensificaram-se nos últimos dias, segundo o MP, diante do grave quadro registrado em Manaus devido à falta de oxigênio medicinal em hospitais. O PGR abriu investigação criminal sobre atos envolvendo o governador do Estado do Amazonas, o prefeito atual e o ex-prefeito de Manaus por suposta omissão.

Ainda segundo Aras, eventuais ilícitos que importem em responsabilidade de agentes políticos da cúpula dos Poderes da República são da competência do Legislativo. Lá no Congresso Nacional a oposição já se articula para coletar assinaturas com o objetivo de criar uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito do coronavírus que terá como objetivo investigar a conduta do governo federal no combate à doença que segundo o ministério da Saúde já atingiu mais de 8,5 milhões de brasileiros. Por conta da doença, 211 mil pacientes perderam a vida e o número de mortes tem subido.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin