Bolsonaro diz que não há motivo para punir pessoas que defendem a volta do AI-5

Presidente afirma que o ato antidemocrático não faz mais parte da Constituição e por isso não há justificativa para a punição

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2021 10h37 - Atualizado em 27/07/2021 16h37
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOO presidente Jair Bolsonaro diz que se trata apenas de uma questão de liberdade de expressão

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) diz que não há motivo para punir pessoas que defendem a volta do AI-5. O ato institucional é conhecido como um dos mais duros instrumentos de repressão do período militar por ter autorizado a violação de garantias individuais e cassação direitos políticos. O AI-5 permitiu, inclusive, o fechamento do Congresso Nacional. Manifestantes e apoiadores do governo, como o deputado federal Daniel Silveira, eventualmente, defendem a reedição do decreto, o que é visto como um atentado à democracia, crime categorizado no Código de Processo Penal. Para o presidente da República, porém, trata-se apenas de uma questão de liberdade de expressão. “O cara levantou a placa AI-5, da Constituição anterior. Não existe mais. Por que punir um cara desse e falar em ato antidemocrático?”, questionou Bolsonaro.

*Com informações do repórter Antonio Maldonado