Serviços de agendamento online de vacina e aplicação em domicílio crescem na pandemia

Segundo fundador do marketplace de imunização, o cenário pós-pandemia também é positivo para a modalidade

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2021 07h36 - Atualizado em 23/04/2021 19h09
ADRIANA TOFFETTI/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO O número de acessos ao marketplace de vacinação cresceu mais de 1000% entre janeiro de 2020 e o mesmo período deste ano

A advogada Michelle Fontes está grávida de oito meses do Joaquim. Ela faz parte do grupo prioritário da vacinação contra a gripe, que começou no último dia 12. Em vez de ir a uma clínica, ela preferiu ser imunizada em casa. “Um [dos motivos] tem a ver com a pandemia, estou me preservando de ir em clínica, laboratório, estou fazendo coleta domiciliar de tudo. E o segundo é que realmente achei mais prático”, comenta. O imunizante contra a gripe influenza chegou na residência de Michelle por meio do vacinas.net. Por causa da pandemia, serviços como esse cresceram nos últimos meses. O número de acessos ao marketplace de vacinação cresceu mais de 1000% entre janeiro de 2020 e o mesmo período deste ano. O fundador do site, Marcos Tendler, decidiu investir na ideia quando surgiram as primeiras notícias sobre o coronavírus. Ele percebeu que seria uma oportunidade de negócio, caso o Brasil também precisasse adotar o lockdown. Para ele, o cenário para o pós-pandemia também é positivo. “A tecnologia da Pfizer, da Johnson, da Moderna, vi trazer para o mercado vacinas contra a doenças que a gente não imaginava ter vacina“, explica. Atualmente, a plataforma está presente em 15 Estados e conta com cerca de 80 clínicas.

*Com informações da repórter Nicole Fusco