Cantora gospel de 59 anos morre vítima de bala perdida no RJ

Eunice Veiga foi baleada na garganta e no pulmão; família socorreu, mas ela não resistiu

  • Por Jovem Pan
  • 14/12/2020 06h44
Flickr Pelo menos 130 pessoas foram vítimas de bala perdida na região metropolitana do Rio de Janeiro em 2020

O Rio de Janeiro tem mais uma vítima dessa chaga chamada bala perdida. Uma mulher de 59 anos morreu ao ser atingida dentro de casa em São Gonçalo, na região metropolitana. A cantora gospel Eunice Veiga estava na cozinha da casa dela, fazendo afazeres domésticos, quando foi atingida. Segundo familiares, Dona Eunice foi baleada na garganta e no pulmão. A família socorreu a missionária, que foi levada ao Hospital Alberto Torres — mas não resistiu aos ferimentos. A cantora gospel deixa cinco filhos e seis netos. Neste final de semana houve outros dois registros de balas perdidas na região e a polícia está investigando se há relação entre os casos.

Lembrando que, na sexta-feira, 4 de dezembro, duas crianças de 4 e 7 anos também morreram após serem atingidas por balas perdidas na porta de casa em Duque de Caxias. Até agora não se sabe precisamente de onde partiram os disparos. Vizinhos e testemunhas dizem que eles vieram de um confronto entre policiais e traficantes. Porém, a polícia tem uma outra versão: diz que, quando chegou ao local, as crianças já tinham sido alvejadas. Lembrando que na região metropolitana do Rio de Janeiro, em 2020, segundo dados extra oficiais, cerca de 130 pessoas foram vitimas de balas perdidas — sendo que 25 eram crianças. Infelizmente, 12 delas morreram.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga