Com ampliação, programa Vale Gás beneficiará 427 mil famílias em São Paulo

Projeto vai atender todas as 645 cidades do Estado, impactando mais de um milhão de pessoas; iniciativa permite acesso a três parcelas bimestrais do benefício de R$ 100

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2021 06h40 - Atualizado em 04/08/2021 10h25
ROMEO CAMPOS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOQuem for beneficiado irá receber um voucher para saque direto nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil ou no caixas 24 horas

O Governo de São Paulo anunciou a ampliação do programa Vale Gás, destinado a famílias de baixa renda. Com a mudança, o projeto vai atender todas as 645 cidades do Estado, atingindo 427 mil lares paulistas, número quatro vezes maior do que a quantidade inicial de famílias atendidas, quando apenas 82 municípios eram beneficiados. Com a ampliação, o orçamento destinado ao programa passa de R$ 31 milhões para R$ 128 milhões. Segundo a secretaria estadual de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, milhões de pessoas vão ser impactadas pela iniciativa. “O Vale gás permite que as pessoas tenham a possibilidade não só de processar seus alimentos, mas também esquentar seus alimentos e ajudar uma vizinha, que em comunidades e favelas é o que vemos: vizinhas se ajudando, se apoiando quando uma não tem o gás“, afirmou.

O programa atende pessoas que moram em comunidades carentes e favelas, permitindo acesso a três parcelas bimestrais no valor de R$ 100, a serem pagas entre julho e dezembro deste ano. Vão ter direito ao benefício famílias inscritas no Cadastro Único que não recebem o Bolsa Família e que tenham renda mensal per capita de até R$ 178. Quem for beneficiado irá receber um voucher para saque direto nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil ou no caixas 24 horas. As próximas parcelas serão pagas em setembro e novembro, respectivamente. Para consultar se tem direito ao benefício, a pessoa deve entrar no site “Vale Gás” e digitar o número de inscrição social, o NIS, sendo informado se tem direito ao benefício. Para informações sobre o saque, as famílias devem acessar o site do programa “Bolsa do Povo”.

*Com informações da repórter Caterina Achutti