Confrontos entre palestinos e polícia israelense deixam mais de 500 feridos

Grupo islamita Hamas, que controla a Faixa de Gaza, deu um ultimato para que Israel retirasse as forças policiais da região e disparou 150 foguetes

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2021 06h27 - Atualizado em 11/05/2021 10h24
EFE/EPA/ABED AL HASHLAMOUN - 11/05/21Israel conseguiu interceptar dezenas dos foguetes lançados e respondeu o grupo com ataques aéreos em Gaza, deixando 20 mortos

Uma série de novos confrontos entre palestinos e a polícia de Israel foram registrados nesta segunda-feira, 10. Os embates na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, deixou centenas de feridos. Manifestantes atiraram pedras e a polícia respondeu com bombas de efeito moral e balas de borracha. Segundo a polícia israelense, palestinos também atiraram pedras contra policiais em uma estrada próxima ao muro das lamentações, onde milhares de judeus israelenses se reuniam para orar. O grupo islamita Hamas, que controla a Faixa de Gaza, deu um ultimato para que Israel retirasse as forças policiais da região e disparou 150 foguetes.

O grupo disse que o ataque foi “em resposta à agressão do inimigo na cidade sagrada”. Israel conseguiu interceptar dezenas dos foguetes lançados e respondeu o grupo com ataques aéreos em Gaza, deixando 20 mortos. Estes confrontos começaram na sexta-feira, quando palestinos, que comemoravam o fim do Ramadã, foram repreendidos pela polícia israelense na entrada na mesquita de Al-Aqsa. As tensões já cresciam com o despejo de famílias palestinas no bairro Sheikh Jarrah, em Jerusalém oriental. Uma audiência na suprema corte de Israel que estava marcada para ontem, para decidir sobre as terras que são reivindicadas pelos judeus, foi desmarcada em decorrência dos conflitos. Desde o início dos confrontos, na sexta-feira, mais de 500 pessoas ficaram feridas.

*Com informações da repórter Camila Yunes