David Uip: dois casos de febre amarela em Mairiporã sabiam da importância da vacinação

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2018 08h28 - Atualizado em 08/01/2018 08h31
Agência BrasilEm entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o secretário da Saúde do Estado, David Uip, afirmou que os dois casos de Mairiporã “sabiam da importância da vacinação”

Já são três casos confirmados de febre amarela na Grande São Paulo, sendo que dois pacientes morreram e uma está internada no Hospital das Clínicas, na capital. Segundo a Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Saúde, nos três casos, o local de infecção foi Mairiporã, mas as vítimas não eram moradoras da cidade.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o secretário da Saúde do Estado, David Uip, afirmou que os dois casos de Mairiporã “sabiam da importância da vacinação”. “Infelizmente todas as mortes são indesejadas, as pessoas não estão sendo vacinadas. Os dois casos de Mairiporã sabiam da importância da vacinação. Primeiro, as pessoas que podem, devem ser vacinadas. Segundo, aquelas que não podem ser vacinadas, precisam se proteger”, disse.

Para o secretário de Saúde, ainda existe uma resistência para a vacinação pois ela possui efeitos adversos. “É uma vacina que já motivou mortes e internações”, justificou. “Não basta ter fila de pessoas para vacinar e vacinar. Tem triagem, mas a despeito disso os efeitos adversos são raríssimos. As pessoas estão diante de vacina segura”, garantiu.

David Uip disse ainda que é preciso que a população continue colaborando para combater os focos de mosquitos Aedes aegypti, ainda mais no período de chuvas que se aproxima.

“Tivemos queda do número de casos de dengue superior a 95%. Ações foram efetivas, inclusive ação de agentes sanitários em busca de focos. O Estado não parou e tem sala de situação com sete secretários do ponto de vista do embate contra arboviroses. O que não nos faz esmorecer, pelo contrário. 80% dos focos do Aedes são domiciliares, a população precisa participar”, pediu.

Confira a entrevista completa com o secretário da Saúde do Estado de SP, David Uip: