Dilma diz que morte de Marielle Franco faz parte de um dos atos do “golpe” de 2016

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2018 09h02
Ronaldo Silva/Estadão Conteúdo“O que aconteceu com a Marielle Franco faz parte de um dos atos deste golpe que desencadearam no Brasil desde 2016", disse a ex-presidente

Dilma Rousseff disse que a morte da vereadora Marielle Franco representa mais uma etapa do golpe.

A ex-presidente deu a declaração na última quinta-feira (15) durante uma plenária do Fórum Social Mundial, que está sendo realizado em Salvador.

O golpe, para a petista, é um movimento que se iniciou a partir do impeachment dela, ocorrido em 2016, e que continuaria se alastrando.

Dilma Rousseff considerou que a execução da vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio de Janeiro, na quarta-feira é uma continuação destes atos: “o que aconteceu com a Marielle Franco faz parte de um dos atos deste golpe que desencadearam no Brasil desde 2016. Por que eu digo que faz parte? Porque o golpe não é um ato, o golpe é o processo”.

Em nota divulgada nesta semana, o diretório nacional do PT exige a imediata e rigorosa apuração do crime que vitimou a vereadora e o motorista Anderson Pedro Gomes.

O Partido dos Trabalhadores afirmou ainda que a execução desafia abertamente a política de intervenção federal no Rio de Janeiro.

*Informações do repórter Tiago Muniz