Doria envia ofício ao governo federal sobre administração da Cinemateca

Documento encaminhado ao ministro do Turismo, Gilson Machado, pede que o controle da instituição seja repassado ao governo estadual e à Prefeitura de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2021 10h49
BRUNO ESCOLASTICO/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOSegundo o governador João Doria, acordos com a iniciativa privada poderiam assegurar a restauração do galpão destruído por um incêndio semana passada

O governo de São Paulo pede ao governo federal o controle da Cinemateca Brasileira, localizada na capital paulista. Um ofício foi enviado pela administração estadual ao ministro do Turismo, Gilson Machado, com a solicitação. Segundo o governador João Doria, acordos com a iniciativa privada poderiam assegurar a restauração do galpão destruído por um incêndio semana passada e a manutenção da instituição. “Nós temos a capacidade de reunir o apoio do setor privado para nos ajudar na recuperação do prédio que foi consumido pelas chamas, ampliar, melhor e cuidar o arquivo que felizmente não foi consumido pelo incêndio, que fica em outro prédio na Vila Mariana”, afirmou. Em um novo capítulo do embate entre o governo federal e a gestão estadual de São Paulo, o tucano quer que a gestão da Cinemateca passe com urgência às mãos do Palácio dos Bandeirantes e da Prefeitura.

Bruno Covas, grande memória tentou fazer isso praticamente há dois anos, não conseguiu. Agora é hora do governo federal ter a sensibilidade de transferir para São Paulo. A prefeitura e o governo do Estado cuidarão melhor do que tem feito o governo federal, especialmente da Cinemateca”, ressaltou. A Cinemateca Brasileira está sem contrato de gestão desde 31 de dezembro de 2019. Na semana passada, o governo federal conseguiu resolver entraves que persistiam desde o início de 2020 e publicou um edital de chamamento público para a escolha de uma entidade privada sem fins lucrativos para gerir o órgão por cinco anos.

*Com informações do repórter Daniel Lian