Eleição 2020: TSE repassa mais de mil denúncias de disparo em massa ao WhatsApp

Agora, o Tribunal tomará as medidas judiciais em conjunto com o Ministério Público Eleitoral

  • Por Jovem Pan
  • 29/10/2020 05h17 - Atualizado em 29/10/2020 11h27
VICTOR ORSOLA/UAI FOTO/ESTADÃO CONTEÚDOEm uma primeira etapa de revisão, o WhatsApp identificou números duplicados e inválidos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) enviou ao WhatsApp mais de mil denúncias de disparo em massa feitas por usuários do aplicativo no período eleitoral deste ano. Ao todo, 1.037 denúncias públicas foram recebidas pelo TSE, mas nem todas se tratavam de conteúdo relacionado às eleições. O período de análise é de 27 de setembro a 26 de outubro. Em uma primeira etapa de revisão, o WhatsApp identificou números duplicados e inválidos. Restaram 720 contas únicas válidas, sendo que 256 foram banidas por violar as diretrizes da plataforma.

Segundo o WhatsApp, do total de contas banidas “mais de 80% foram derrubadas de forma automática, antes mesmo de serem reportadas”. Agora, o Tribunal Superior Eleitoral tomará as medidas judiciais em conjunto com o Ministério Público Eleitoral. Segundo o TSE, um relatório com dados, incluindo geográficos, e com a origem dos números identificados será divulgado ao fim da campanha eleitoral.

*Com informações da repórter Letícia Santini