Eleições 2020: Protocolos agradam idosos, mas filas assustam eleitores

As mesmas regras vão valer para o segundo turno, marcado para acontecer 29 de novembro

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2020 09h32 - Atualizado em 16/11/2020 09h58
JOHNNY MORAIS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOAlém do distanciamento recomendável, o uso da máscara de proteção foi obrigatório

O Raimundo acordou cedo neste domingo, 15, para aproveitar o horário preferencial de votação para pessoas com mais de 60 anos por causa da pandemia. Mesmo com todos os cuidados para evitar a Covid-19, o aposentado disse que essa foi uma das votações mais rápidas que ele já viu. “Foi ótimo, votação sem filas, com álcool gel na entrada, atendimento ótimo. Deu tudo certo, não demorei nem um minuto para votar”, afirma. Outro eleitor, o Elídio, também aprovou a votação com os protocolos de segurança e, seguindo à risca às recomendações, levou a própria caneta. “Tranquilo, foi rápido, levei a minha caneta. Tá aqui, ó”, mostra o eleitor.

No segundo maior colégio eleitoral de São Paulo, mais de 18 mil pessoas votaram. As filas estavam grandes em alguns momentos, principalmente na hora do almoço. A Izilda, nascida em Portugal e naturalizada brasileira, conta que se assustou com a quantidade de pessoas. “Muito misturado, tem até criança. Imagina, lugar de votação trazer criança com essa pandemia. Se eu tivesse filhos, o marido ia votar e quando ele voltasse eu iria, mas não traria meus filhos. Eu trabalhei uma vida na eleição, eu não sou brasileira, mas criada no Brasil com muito prazer, gosto muito. Trabalhei no serviço público, Judiciário por anos, contei muito voto e estou aqui com gosto votando ainda”, disse.

Em outro grande ponto de concentração de eleitores, a empreendedora Patricia Zantut estranhou a falta de itens de higiene. “A minha seção estava vacina, não tinha álcool gel nas mesas, apenas na entrada e na saída. Mas foi super tranquilo, só não esperava ver tanta gente. Não estão aferindo temperatura aqui, é só em dia de eleição. Para ir em restaurantes e outros lugares tem que ter o que é certo. Agora na eleição não, né? Mas foi tranquilo”, disse. Para evitar aglomerações, o horário de votação foi ampliado este ano, acontecendo de 7h às 17h. Além do distanciamento recomendável, o uso da máscara de proteção foi obrigatório. As mesmas regras devem valer para o segundo turno, no dia 29 de novembro.

*Com informações do repórter Victor Moraes