Em entrevista, Maduro diz que chegou a hora de acordo com Biden

Ditador afirmou que não será possível gerar receita no país se eles não conseguirem produzir e vender petróleo, ouro, bauxita e ferro

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2021 11h00 - Atualizado em 19/06/2021 11h53
EFE/ Rayner PeñaMaduro disse que aguarda resposta dos EUA

Diante dos efeitos das sanções impostas pelos Estados Unidos, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez um apelo público ao presidente Joe Biden, nesta sexta-feira, 18. Segundo ele, chegou a hora de um acordo. As declarações foram dadas durante uma entrevista que durou cerca de 85 minutos à “Bloomberg Television”. Dono da maior reserva mundial de petróleo, o país se encontra inadimplente, com uma infraestrutura em ruínas e milhões de habitantes que lutam diariamente para sobreviver. Maduro questionou como poderá gerar receita no mercado internacional e pagar os detentores de títulos venezuelanos, se não pode produzir e vender petróleo, ouro, bauxita e ferro. Entretanto, sinalizou esperança em um possível acordo com os norte-americanos que alivie as sanções impostas à Venezuela, sobretudo no governo Trump. Para que o país possa recuperar o acesso aos mercados globais e atrair investimentos estrangeiros para a criação de emprego e renda. O presidente da Venezuela , que prometeu tornar o país a “terra das oportunidades”, afirmou, no entanto, que ainda não houve um sinal positivo americano.

*Com informações da repórter Caterina Achutti