Empresa que oferecia ‘vacina contra Covid-19’ no Rio é alvo da PF

A imunização contra a doença ainda não está disponível para a população, embora existam estudos adiantados

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2020 07h22 - Atualizado em 09/10/2020 08h24
Marcelo Camargo/Agência BrasilDe acordo com a Polícia Federal, essa empresa investigada não tem autorização ou convênio com autoridades sanitárias

Uma empresa da região metropolitana do Rio de Janeiro que estava anunciando, de forma ilegal, a venda de vacina contra a Covid-19 foi alvo de mandado de busca e apreensão nesta quinta-feira (8). Os agentes da Polícia Federal estiveram na sede da empresa, que atua no ramo hospitalar na cidade de Niterói, na região metropolitana, para checar a denúncia. A investigação da PF começou a partir de uma denúncia recebida pela Anvisa, que foi informada que essa empresa estaria divulgando e noticiando a venda irregular de doses de vacina contra o novo coronavírus. A imunização contra a doença ainda não está disponível para a população, embora existam estudos adiantados no Brasil e no exterior para a viabilização em breve.

De acordo com a Polícia Federal, essa empresa investigada não tem autorização ou convênio com autoridades sanitárias ou com a empresa que está desenvolvendo a vacina no Brasil. Não tem, sequer, contato comercial com empresas que estarão disponíveis para fazer futuramente a venda da vacina contra a Covid-19. A divulgação de algo fraudulento é considerado crime de estelionato e as investigações contra essa empresa continuam, segundo a PF. Nesta quinta-feira, o Rio de Janeiro ultrapassou duas tristes marcas: mais de 19 mil mortes por Covid-19 e mais de 280 mil casos. A média móvel de óbitos está estável, mas a média móvel de casos subiu e atingiu o maior nível desde 25 de agosto.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga