Forte chuva causa estragos, invade casas e paralisa trens na região do ABC Paulista

Até o momento, apesar da força das águas, não há qualquer sinal de feridos ou mortos pelas inundações registradas nesta terça-feira

  • Por Jovem Pan
  • 29/12/2021 08h12 - Atualizado em 29/12/2021 10h57
Jovem Pan News/Reprodução de vídeo retroescavadeira socorrendo pessoas em mauá Retroescavadeira precisou ajudar no resgate de pessoas ilhadas

Fortes chuvas que atingiram o ABC Paulista nesta terça-feira, 28, provocaram alagamentos, impediram o trânsito de veículos e a passagem dos trens da CPTM na região, com a água invadindo casas e comércios. Em Mauá, muitos pontos ficaram intransitáveis. Imagens feitas por moradores e transeuntes chegam a mostrar um carro parado quase coberto pela água com o motorista aguardando ajuda no capô e sendo socorrido por duas mulheres com água até a cintura. Pedestres também ficaram ilhados no canteiro central de uma via e precisaram ser resgatados por uma retroescavadeira. Em uma empresa de peças e móveis de alumínio a água chegou até quase 1 metro de altura e o trabalho no fim da noite de terça foi de limpeza. Em meio ao período de recesso no fim de ano, não havia ninguém no local, mas assim que a família responsável pela administração soube do ocorrido veio correndo, como conta Noemi Batista. “Estava tudo alagado, cheio de barro, a porta entortou, então a gente vai ter que passar a noite aqui hoje porque está tudo aberto. O prejuízo foi um pouquinho”, declarou.

Em Santo André, a chuva também provocou congestionamentos no trânsito, especialmente na Avenida dos Estados e nos arredores no Córrego Guarará. De acordo com a Defesa Civil, um raio atingiu dois barracos causando um princípio de incêndio, que logo foi controlado. Segundo a Prefeitura de Santo André, em meia hora choveu 109 milímetros, quase metade do esperado para o mês inteiro. Apesar dos transtornos não há relatos de feridos. A linha 10-Turquesa da CPTM teve interrupção no funcionamento entre as estações São Caetano e Rio Grande da Serra. Em imagens que viralizaram nas redes, é possível ver um trem parado nos trilhos e muitos passageiros descendo dos vagões. “Isso é uma vergonha. Pegaram o pessoal parado no trem e não tem condição de sair Mauá, está tudo cheio de água”, afirma uma das pessoas no local. O corretor de imóveis Helio di Paolo relata que as pessoas ficaram nervosas e começaram a descer e caminhar nos trilhos. “Realmente um absurdo, pessoas em pânico, abrincdo a porta do trem porque o trem não vai, podendo acontecer um acidente aqui. Eu nunca vi isso na minha vida”, afirmou. A operação retornou às 17h, mas ainda com dificuldades para os usuários, com intervalo maior entre os trens. Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a operação Paese dos ônibus foi acionada para atender o trajeto paralisado.

*Com informações da repórter Carolina Abelin