Governador de GO e ministro da Justiça discutem crise no sistema prisional do Estado

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2018 07h23
Reprodução/TV AnhangueraEm apenas cinco dias, três rebeliões aconteceram no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, que resultou na morte de nove presos

Nesta terça-feira (09), o governador de Goiás se encontrou com o ministro da Justiça para discutir a crise no sistema prisional do Estado.

A reunião aconteceu depois de uma discussão sobre investimentos que aconteceu na semana passada entre o Ministério da Justiça e o governador.

Marconi Perillo reclamou que faltava investimento por parte do governo federal, mas a pasta rebateu afirmando que repassou ao governo goiano no ano passado R$ 32 milhões para manutenção e expansão dos presídios. No entanto, apenas 18% desse valor foi usado.

Na reunião, o governador Marconi Perillo prestou contas dos investimentos realizados no setor penitenciário e ressaltou a necessidade de presídios federais: “eu apresentei os investimentos que o Estado fez, o cronograma de obras, conversamos sobre a cogestão do sistema prisional”.

O governador de Goiás afirmou também que o Estado tomou as medidas cabíveis para corrigir os casos de motins que aconteceram no início deste ano.

Em apenas cinco dias, três rebeliões aconteceram no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, que resultou na morte de nove presos.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro