Governo prevê investimentos de R$ 15 bilhões com leilão da Dutra nesta sexta

Com a concessão, governo estima redução de 35% no valor do pedágio e modernização da rodovia

  • Por Jovem Pan
  • 29/10/2021 07h35 - Atualizado em 29/10/2021 13h43
LUCAS LACAZ RUIZ/AE/AE LUCAS LACAZ RUIZ/AE/AE Expectativa é arrecadar R$ 15 bilhões em investimentos privados na concessão, que será válida por 30 anos

Começa nesta sexta-feira, 29, a Super Infra, a temporada de leilões do Ministério da Infraestrutura. Já no primeiro dia será realizado o maior leilão rodoviário da história do Brasil, com a concessão à iniciativa privada da Via Dutra em conjunto com a Rio-Santos. A expectativa da pasta é arrecadar R$ 15 bilhões em investimentos privados na concessão, que será válida por 30 anos. O governo federal acredita que o valor do pedágio pode diminuir em 35%. A secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias (SFPP) Natália Marcassa, fala sobre a modernização da rodovia. “Na Dutra, vão ser mais de 500km de terceiras e quartas faixas. Hoje, o que a gente entende por uma rodovia duplicada, ela vai ser quadruplicada. A gente está prevendo também toda a iluminação de LED na rodovia Dutra, então vai ser segura por causa da ilumina e aderente às práticas de sustentabilidade”, disse.

A expectativa do governo é de arrecadar R$23,5 bilhões da iniciativa privada com os leilões. Além disso, eles pretendem gerar 400 mil empregos. Os leilões portuários começam no dia 5 de novembro, com três terminais na região Nordeste, em Alagoas, Ceará e Rio Grande do Norte, podendo gerar R$ 300 milhões em investimento. Em 19 de novembro, será o maior leilão portuário da história brasileira, serão duas áreas destinadas a combustíveis no Porto de Santos, somando quase R$ 1 bilhão. O governo acredita que pode alcançar, até o fim de 2022, R$ 260 bilhões em investimentos junto à iniciativa privada. Até dezembro, serão 11 leilões: nove terminais portuários e duas rodovias.

*Com informações do repórter João Vitor Rocha