Irritado por ataques, Maia ameaçou não receber pessoalmente projeto de reforma dos militares

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2019 06h56
Agência BrasilNo fim, o presidente Jair Bolsonaro foi à Câmara pessoalmente entregar o projeto ao lado de ministros da Economia, Defesa e Casa Civil

O presidente da Câmara ameaçou não receber em mãos o projeto de reforma da Previdência de militares. “O protocolo é na burocracia”, segundo disse Rodrigo Maia a líderes governistas, que contornaram a situação. No fim, o presidente Jair Bolsonaro foi à Câmara pessoalmente entregar o projeto ao lado de ministros da Economia, Defesa e Casa Civil.

A irritação de Maia é decorrente dos ataques que ele vem sofrendo nas redes sociais por grupos identificados como controlados por Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República.

No mesmo dia em que Jair Bolsonaro estava na Câmara, a ordem foi inquietar o Governo e todos os ministros foram convidados por comissões para prestar explicações.

A derrota da base do Governo ficou cravada em comissões. Os políticos estão em pé de guerra contra a postura do Governo. Não são apenas nomeações. Líderes querem reconhecimento do presidente e participação no Governo.

*Informações do repórter José Maria Trindade