Ministério Público avalia se denuncia jogador do Flamengo por morte de entregador em acidente

Ramon se envolveu em acidente de trânsito no começo de dezembro e matou Jonatas Santos, de 30 anos, que trabalhava em bicicleta na Barra da Tijuca

  • Por Jovem Pan
  • 29/12/2021 10h02
THIAGO RIBEIRO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 01/12/2021 foto de ramon do flamengo MP-RJ estuda se denuncia jogador Ramon por morte de entregador

O Ministério Público do Rio de Janeiro deve decidir na próxima semana se oferece ou não à Justiça uma denúncia contra o lateral-esquerdo Ramon, do Flamengo, que no começo do mês se envolveu em um acidente de trânsito que deixou um entregador morto no bairro da Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense. De acordo com as investigações da Polícia Civil do Rio de Janeiro, tanto o jogador quanto a vítima, identificada como Jonatas Santos, de 30 anos, foram imprudentes no momento do acidente. Ramon tinha sido multado minutos antes do acidente por estar trafegando a 110 m/h, velocidade acima do limite de permitido na via expressa, que é de entre 70 km/h e 80 km/h. Jonatas, por sua vez estaria fazendo uma espécie de “zig-zag”, passando de uma faixa para outra no momento do acidente. Ramon prestou socorro ao ciclista após o atropelamento, o acompanhou até a chegada de uma ambulância, mas a vítima, que trabalhava para um aplicativo de entregas, morreu a caminho do hospital. O lateral foi para uma delegacia da zona oeste prestar esclarecimentos, não apresentava qualquer sinal de embriaguez e foi liberado. Ele é considerado uma das revelações da categoria de base do time carioca e foi aproveitado em alguns jogos da temporada de 2021.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga