Ministro do Planejamento usa redes sociais para desmentir redução de salário mínimo

  • Por Jovem Pan
  • 22/08/2017 08h38 - Atualizado em 22/08/2017 12h23
Brasília - O ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)Dyogo Oliveira disse que o valor do salário mínimo só será definido ao fim deste ano

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, usou as redes sociais nesta segunda-feira (21) para desmentir uma redução no valor do salário mínimo.

Em um vídeo divulgado no Twitter e no Facebook pela pasta, o ministro afirmou que são falsas as notícias que circulam na internet a respeito do corte no mínimo de 2018.

Dyogo Oliveira disse que o valor do salário mínimo só será definido ao fim deste ano. “Não é verdade que o Governo reduziu o salário mínimo. O que está valendo hoje para 2017 é o salário mínimo de R$ 937. Para 2018 vale o que está na lei e o salário mínimo será reajustado pela inflação”.

O reajuste do salário mínimo é feito por meio de uma fórmula que soma a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor do ano anterior e o resultado do PIB de dois anos antes.

A proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018, enviada pelo governo em abril para o Congresso Nacional, prevê o salário mínimo em R$ 979 no ano que vem. Entretanto, o Governo aponta do INPC será menor que a estimada.

Com isso, a correção do salário mínimo em 2018 também deve ser menor.

Mesmo assim, o valor ainda está distante de suprir as necessidades das famílias brasileiras.

O Ministério do Planejamento aponta que o salário mínimo necessário para suprir as despesas de uma família de quatro pessoas como alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência deve ser de R$ 3.810.

*Informações do repórter Bruno Escudero