Ministro Ramos leva tombo em posse do comandante da Marinha

Queda do general Luiz Eduardo Ramos ocorreu no momento em que ele se sentava em cadeira durante cerimônia; Casa Civil informou que ele não se machucou

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2021 09h20
TV Brasil/ReproduçãoMinistro se desequilibrou o sentar

O ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, de 64 anos, caiu durante cerimônia de posse do novo almirante da Marinha, realizada nesta sexta-feira, 9. No início do evento, logo após o hino nacional, Ramos se desequilibrou ao sentar na cadeira. Pessoas que estavam ao redor auxiliaram o general, que se levantou rapidamente, estendendo os polegares sinalizando que estava bem. O presidente Jair Bolsonaro e o vice, Hamilton Mourão, estavam sentados logo à frente e se viraram para ver o ocorrido. De acordo com a assessoria da Casa Civil o ministro não se machucou. Eduardo Ramos estava na comitiva que acompanhou o presidente na solenidade que empossou Almir Garnier como comandante da Marinha.

Além do chefe da Casa Civil, estiveram presentes os ministros Walter Braga Neto, da Defesa, e Carlos França, das Relações Exteriores. Garnier foi o primeiro representante das três forças a assumir o posto depois da troca do presidente Jair Bolsonaro na última semana. Durante o discurso, o almirante se emocionou ao lembrar a sua trajetória pela Marinha. “Tenho 60 anos, dos quais vivi 50 na Marinha do Brasil. Graças à Marinha, aprendi a ser torneiro, carpinteiro, eletricista, soldei cavernas em meus primeiros navios, nas fragatas Independência e União, construídas no mesmo arsenal de Marinha onde iniciei meus estudos”, recordou. Garnier também se emocionou ao destacar o papel das forças armadas no combate à pandemia. “Auxiliamos na vacinação, transportamos oxigênio, insumos hospitalares, removemos pacientes graves de cidades saturadas, doamos centenas de litros do nosso próprio sangue. Distribuímos milhares de cestas básicas aos mais necessitados, descontaminamos inúmeros locais de grande movimento e conduzimos ordens sociais variadas”, recordou. Almir Garnier do Santos, almirante de esquadra, foi secretário-geral do Ministério da Defesa antes de assumir o comando da Marinha.

*Com informações da repórter Camila Yunes