Minuta aprovada pela ANP revisa regra de revenda de combustíveis e movimenta setor

De acordo com o texto, os postos vão poder comprar o produto mais barato e fornecer também por um preço mais acessível

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2021 10h42
Marcelo Camargo/Agência BrasilEm contratos novos, a minuta prevê instalação de bombas não-exclusivas em postos que fecham acordo com distribuidoras

A Agência Nacional de Petróleo aprovou uma minuta de resolução que revisa as regras da revenda de combustíveis e a proposta entrará em consulta pública. Hoje, a bandeira dos postos implica em fornecimento exclusivo de combustível. Em contratos novos, a minuta prevê instalação de bombas não-exclusivas em postos que fecham acordo com distribuidoras. É o que explica o diretor executivo da Associação Brasileira dos Revendedores de Combustíveis Independentes e Livres, Rodrigo Zingales. “A proposta de trazer o que a gente está chamando de bandeira branca para postos bandeirados, que são aqueles que ostentam as marcas das principais distribuidoras. É garantir para esses postos a possibilidade de fornecer aos consumidores combustíveis a preços mais baratos oriundos de outras distribuidoras ou mesmo, no caso do etanol, produzidos ou adquiridos diretamente das usinas produtoras de etanol.” Com isso, os postos vão poder comprar mais barato e fornecer combustível de qualidade por um preço mais barato — gerando assim uma pressão competitiva em relação as principais distribuidoras, pra que essas possam também reduzir os seus preços.

*Com informações do repórter Victor Moraes