Motores de avião de Marília Mendonça não devem ser periciados em Sorocaba, diz delegado

Inicialmente, a perícia dos materiais aconteceria na empresa fabricante, no interior de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2021 06h28 - Atualizado em 10/11/2021 11h19
Reprodução/Jovem Pan NewsOs motores da aeronave foram resgatados na tarde da segunda-feira, 8, de um local de difícil acesso

Os motores do avião que caiu em Caratinga com a cantora Marília Mendonça e outras 4 pessoas não serão encaminhados para Sorocaba. Inicialmente, os dois motores seguiriam para o interior de São Paulo, onde passariam por um perícia na empresa fabricante. No entanto, segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, a destinação ficará a cargo do Centro de Investigações e Prevenção de Acidentes Aéreos (Cenipa). De acordo com o delegado regional de Caratinga, Ivan Sales, ainda não está definido o destino dessas partes do avião. “Os motores que, inicialmente, iriam para Sorocaba, ainda serão objetos de deliberação. Tendo em visto que ainda há necessidade de uma capacitação técnica para fazer a abertura e avaliação. Nesse momento, a gente ainda não pode afirmar para onde seguirão os motores”, afirmou.

Os motores foram resgatados na tarde da segunda-feira, 8, de um local de difícil acesso. Um deles teria se soltado quando o avião bateu nos fios de energia e caído em área de mata fechada e o outro estava submerso na cachoeira. “Nos próximos dias, a Polícia Civil ouvirá testemunhas e a aguardará que os laudos periciais fiquem prontos para a gente passar a descartar hipóteses e chegar à conclusão da investigação”, disse Ivan Sales. Os destroços do avião chegaram ao Rio de Janeiro nesta terça-feira, 9. O material será periciado por especialistas do Cenipa 3, que está à frente das investigações do acidente. A investigação da Polícia Civil visa apurar eventual responsabilidade criminal, enquanto o Cenipa tem como objetivo evitar novas tragédias.

*Com informações da repórter Nanny Cox