Motorista de aplicativo morre no Rio de Janeiro após tentativa de assalto

Segundo o Instituto Fogo Cruzado, somente em 2021, outros nove já foram baleados na cidade, dos quais seis morreram

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2021 10h27
DivulgaçãoMarcos Eduardo da Silva, 23, morreu após uma uma tentativa de assalto no final de semana

De acordo com o Instituto Fogo Cruzado, uma plataforma muito acompanhada por cariocas e fluminenses, somente neste ano de 2021, nove motoristas de aplicativo já foram baleados no Rio de Janeiro, dos quais seis morreram.  Neste domingo, 7, foi sepultado o corpo do motorista de aplicativo Marcos Eduardo da Silva, 23, que morreu após uma uma tentativa de assalto no final de semana. O sepultamento ocorreu no cemitério São Miguel, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Marcos estava trabalhando com uma passageira no momento da tentativa de assalto. O caso está sendo investigado pela divisão de homicídios da Polícia Civil da região metropolitana. A polícia já começou a ouvir depoimentos de testemunhas e analisar imagens de segurança para tentar identificar os criminosos. A Polícia Militar chegou ao local logo após o crime, que aconteceu na avenida Joaquim de Oliveira, no bairro Porto da Pedra, em São Gonçalo. Marcos já estava gravemente ferido e morreu logo em seguida. Já a passageira foi baleada no pé e levada para o Hospital Estadual Alberto Torres e está fora de perigo.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga